Translate

segunda-feira, 27 de março de 2017

MULHER DI CABO VERDE - Nancy Vieira - Nha Kumadri







Dia da Mulher di Cabo Verde



27
DE MARÇO
- É DOMINGO DE PÁSCOA E DIA MUNDIAL DO TEATRO, um dia
de todos nós, que participamos em dramas, tragédias e comédias no dia a dia das
nossas vidas. Bem haja para os que com o saber e a arte de dizer nos trazem o
sabor da palavra e a riqueza do conhecimento
. Mas, também, (NÃO ESQUECER) o dia em que se comemora o
dia da MULHER cabo-verdiana e os 29 anos da OMCV - Organização das MULHERES de
Cabo Verde.


 E SÃO MESMO 10.


Mudjer é morabeza

Mudjer é expreçom

Mudjer é kuraçom

Mudjer é harmonia

Mudjer é alegria

Mudjer é multiplikaçom di verdadi

Mudjer é soma di amizadi

Mudjer é morabeza saltianti

Mudjer é beleza di frenti

Mudjer é futuru Prisenti


MULHER de um PAÍS onde do quase nada se
faz quase tudo e da DIÁSPORA que suplanta quantitativamente os que lá vivem.

MULHER MÃE, MULHER DE TRABALHO, MULHER QUE EDUCA, MULHER DE LUTA, MULHER
SUSTENTÁTUCULO DO FUTURO DO PAÍS, que foi e é ponto de encontro de muitas
culturas, ele próprio detentor de uma imensa cultura, eivada de
multiculturalidade.

Na paz e MORABEZA fica a SODADE que a mulher traz consigo e que, esteja onde
estiver, espalha o perfume desse berço de dez pérolas do Atlântico.

Deixo um POEMA de AMÍLCAR CABRAL, palavras de uma HOMEM, dedicado à mulher da
terra que tanto amou.
ARFER


ROSA NEGRA

Rosa,
Chamam-te Rosa, minha preta formosa
E na tua negrura
Teus dentes se mostram sorrindo.
Teu corpo baloiça, caminhas dançando,
Minha preta formosa, lasciva e ridente
Vais cheia de vida, vais cheia de esperanças
Em teu corpo correndo a seiva da vida
Tuas carnes gritando
E teus lábios sorrindo...
Mas temo tua sorte na vida que vives,
Na vida que temos...
Amanhã terás filhos, minha preta formosa
E varizes nas pernas e dores no corpo;
Minha preta formosa já não serás Rosa,
Serás uma negra sem vida e sofrente
Serás uma negra
E eu temo a tua sorte!
Minha preta formosa não temo a tua sorte,
Que a vida que vives não tarda findar...
Minha preta formosa, amanhã terás filhos
Mas também amanhã… amanhã terás vida!
AMILCAR CABRAL

Também aqui
deixo aqui as PALAVRAS de VERA DUARTE em forma de POESIA, uma embaixadora da
Cultura de Cabo Verde e a voz melódica de NANCY VIEIRA que espalha o perfume
melódico da música de raiz cultural caboverdiana.

A palavra na POESIA de VERA DUARTE:

Ai se um dia chovesse
Ai se em Outubro chovesse
a terra molhasse
o milho crescesse
e a fome acabasse
Ai se o homem sorrisse
a terra molhasse
a fome acabasse
e a chuva caísse
Ai se um dia...
Acordemos, camaradas,

As chuvas de Outubro não existem!
O que existe
É o suor cansado
Dos homens que querem
O que existe
É a busca constante
Do pão que abundante virá
Homens, mulheres, crianças
Na pátria livre libertada
Plantando mil milharais
Serão a chuva caindo
Na nossa terra explorada.

VERA DUARTE
RECORDO, ainda , UMA MULHER QUE "VOOU" DO
MINDELO ATÉ PARIS, deixando o perfume da MORNA da BOAVISTA, consagrada na SODADE.

RECORDANDO

Descalça ia para o PALCO
A DIVA com tal candura,
Não formosa, mas segura.
Em tantos palcos cantou,
Do Mindelo até Paris.
E tantas saudades deixou
No povo que tanto a quis.
Não foi, ficou ente nós
O registo da sua imagem
E o encanto da sua voz.
ARFER

segunda-feira, 20 de março de 2017

MARÇO - PRIMAVERA - MÊS DE TANTA COISA!

https://youtu.be/k8vb4gn-Eho

HOJE, DIA 20, de acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa, o Equinócio da primavera começa hoje às 10:29– Dia da Agricultura/ 21 –Dia Mundial da POESIA - Dia Mundial da Floresta (dia da Árvore); / 22 – Dia Mundial da Água / 24 – Dia do Estudante - Dia Mundial da Tuberculose / 26 – Dia do Livro português; 27 – Dia Mundial do Teatro / 28 – Dia Mundial da Juventude;   

___________________________________________         

Dias plenos de crer e intensidade
Onde tudo se relaciona, e na verdade
Se todos entendessem o seu significado,
Bem seria para toda a humanidade

_________________________________

 ALGUMAS INTERROGAÇÕES:

 - Serão as desigualdades fruto da injustiça ou é a injustiça fruto das desigualdades?

- Será que a liberdade é possível havendo fome? Para onde caminha o planeta azul que até podia ser vermelho se o planeta Marte não tivesse já esse cognome?
 

O que pensamos nós, se sabemos que:

Muito poucos poluem o que muitos limpam. Uns, poucos, sacodem as migalhas da mesa farta e com esses restos muitos outros enganam a fome. Uns, poucos, arrasam florestas e muitos outros fazem campanhas para as plantar. Muito poucos são donos de terras por cultivar e muitos camponeses morrem por as querer trabalhar. Porque dia VINTE E DOIS é o dia Mundial da ÁGUA lembro que :- Muito poucos poluem a atmosfera, os rios, as ribeiras, os lençóis aquíferos e ainda outros enchem piscinas diariamente, enquanto milhões de seres vivem (ou sobrevivem) com dois litros de água por dia.

22 DE MARÇO - Data em que a ONU determinou que fosse o dia MUNDIAL DA ÀGUA , o bem mais precioso, sem ele não haveria dias da poesia, do teatro, da árvore, nem carnavais ou Natais, simplesmente não haveria VIDA, tal como a conhecemos, ficam as imagens da poluição e da seca, para que todos não esqueçam que o BEM MAIS VALIOSO DE TODOS OS BENS É A ÁGUA.

21 DE MARÇO – DIA MUNDIAL DA POESIA
 
 
 

HOJE JÁ É PRIMAVERA  (no hemisfério norte do planeta Terra), VIRÁ  o renascer dos campos floridos e, já agora, que seja também o reavivar das memórias e nos traga um sentimento de esperança de um Mundo mais fraterno. É, também, o DIA MUNDIAL DA FLORESTA, que tem como objetivo lembrar e sensibilizar os cidadãos de todo o Mundo para a importância que a sua preservação tem para a manutenção da VIDA no planeta Terra, palco da humanidade. Palco onde cada um de nós é um ator, numa peça continuada, desempenhando papéis diferenciados das obras de muitos autores. DIA VINTE E SETE É DIA MUNDIAL DO TEATRO, um dia de todos nós, que participamos em dramas, tragédias e comédias no dia a dia das nossas vidas. Bem haja para os que com o saber e a arte de dizer nos trazem o sabor da palavra e a riqueza do conhecimento.

VINTE E UM é, também, o DIA INTERNACIONAL CONTRA A DESCRIMINAÇÃO RACIAL, instituído pela ONU, que marca a data trágica de um massacre havido na África do Sul em 21 de Março de 1960. Não gosto de abordar o tema quanto ao facto, à data ou à cor da pele, porque qualquer dia, dos 365 ou 366 do ano, podia exigir este avivar da memória. Ao longo da história da humanidade povos de todas as raças e credos foram sujeitos à escravatura, à descriminação social e racial, por isso desejo que todos os dias sejam dias de todas as causas e evocações.


E porque dia 21 é, também, DIA MUNDIAL DA POESIA,  deixo-vos esta pequena quadra, sem rima. – quatro versos apenas, para um mês inteiro.
Ao chegar a Primavera , cuidámos da Floresta.
É dia da Poesia e do Teatro, por isso, dia festivo.
Da igualdade entre os povos de cor e credos diferentes.
Pois da vontade do outro, nenhum de nós é cativo.
E AINDA O QUE PENSO DA DITA!


A POESIA

Poesia brota
do nada e traz tudo
Não se constrói, nem se arquitecta.
Para a criar, não é preciso ter “canudo”
É do sentir de cada um, não se projecta.
É como semente que se torna raiz.
Tronco ou folhagem
E o fruto é cada verso, com ou sem rima.
É o sentir que a palavra tem e o que nos diz.
É a teia que o poeta tece e que assina.
Uns poemas trazem mensagem, outros não.
Outros falam de lutas, vidas e amor.
Outros, ainda, de mitos, dor ou ilusão
De sonhos, liberdade, campos em flor.
Dos cravos, das rosas, das papoilas
De tanta coisa falam, mas também
Das formas belas e suaves das moçoilas
Que nos “levam” nos sonhos para o além.
Ainda que alguns, sejam plenos de fantasias,
Trazem-nos a esperança nas palavras e
Doses imensas de alegrias

ARFER_________________________________________
Neste dia, em todo o Mundo haverá tertúlias, récitas e encontros, falar-se-á de poesia, dos grandes poetas, relegando a poesia popular para segundo plano.
No espaço da lusofonia há e sempre houve grandes poetas, com obras de rara dimensão, como: os portugueses - Luiz Vaz de Camões, Cesário Verde, Fernando Pessoa - Os brasileiros Drumond de Andrade, Vinicius de Moraes e Castro Alves, de Moçambique José Craveirinha, de Angola Agostinho Neto e de Cabo Verde (Terra de tantos poetas) Amílcar Cabral e Eugénio Tavares. Estes são alguns de grandes poetas de língua portuguesa. Mas hoje quero lembrar o poeta brasileiro CARLOS DRUMOND DE ANDRADE  e ANTÓNIO ALEIXO, cauteleiro e pastor de rebanhos, cantor popular de feira em feira, pelas redondezas de Loulé ( Algarve - Portugal )que é um caso singular, bem digno de atenção de quantos se interessam pela poesia. Para reflexão faço uma postagem de algumas quadras da obra “ESTE LIVRO QUE VOS DEIXO”, em parte improvisações registadas, carregadas de sensibilidade, experiência de vida e análise profunda
.
ARFER
QUADRAS SOLTAS
Que importa perder a vida/Em luta contra a traição,/Se a Razão mesmo vencida,/Não deixa de ser Razão.
Embora os meus olhos sejam,/Os mais pequenos do Mundo/O que importa é que eles vejam/O que os homens são no fundo.
Não sou esperto nem bruto/ Nem bem nem mal educado; /Sou simplesmente o produto /Do meio em que fui criado. 
 
ANTÓNIO ALEIXO

domingo, 12 de março de 2017

MAGGIE POD: Episódio 6. O Casting.





FOI-SE O QUINTO, VEIO O SEXTO E OUTROS, NÃO SEI QUANTOS, VIRÃO.

A SAGA DA MAGGIE, PODE e já é uma caminhada imparável rumo ao êxito. PARABÉNS MAGGIE !!! JÁTÁ! Mas antes lembro-vos e lembrar-vos-ei  : NÃO PERCAM O PRÓXIMO EPISÓDIO.

segunda-feira, 6 de março de 2017

MULHER - MÃE - DIA INTERNACIONAL

 

“À MULHER”


Decidi, no dia da MULHER, lembrar BLIMUNDA. JOSÉ SARAMAGO trata as personagens femininas de forma especial, numa crítica criativa aos seus diferentes comportamentos. BLIMUNDA, a MULHER nascida do seu imaginário, em “Memorial do Convento”, estaria (hoje) com toda a certeza a comemorar o:

“8 de Março Dia Internacional da Mulher”

O PORQUÊ! FACTOS DA HISTÓRIA:

No dia 8 de Março do ano de 1857, as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve, ocupando a fábrica, para reivindicarem a redução de um horário de mais de 16 horas para as 10 horas diárias. Estas operárias que recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas na fábrica onde, entretanto, se declarara um incêndio, e cerca de 130 mulheres morreram queimadas. Em 1910, numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca, foi decidido, em homenagem àquelas mulheres, comemorar o 8 de Março como "Dia Internacional da Mulher". Em 1977, as Nações Unidas proclamam o dia 8 de Março como o:- Dia Internacional dos Direitos da Mulher e da Paz.

Cronologia histórica – AS COMEMORAÇÕES:

• 1910 : É em Copenhaga, aquando da conferência internacional das mulheres socialistas, que a ideia “de um Dia Internacional das Mulheres” é decidida, sobreuma proposta de Clara Zetkin, representante do Partido socialista da Alemanha

1913 : Mulheres russas organizam ajuntamentos clandestinos.

1914 : As mulheres reclamam o direito de voto na Alemanha.

1915 : Oslo das mulheres defendem os seus direitos e reclamam a paz.  1917 : Em São Petersburgo centenas de operárias  manifestam-se  para reclamar pão e o regresso da sua Mari partidos ao frente.


1924 : O dia é celebrado na China.

1945: Ao Canadá, primeiro Dia internacional da mulher.  1946 : O dia é celebrado nos países do Leste.

1977 : As Nações Unidas oficializam o Dia Internacional das Mulheres.

LEMBRANDO O “MEMORIAL”:

BLIMUNDA e a sua capacidade extraordinária de “VÊR” o “mundo” que a rodeia, numa sociedade em que a riqueza faustosa de poucos, contrastava com a miséria de muitos.

A rainha Maria Ana, uma mulher triste, insatisfeita, vivendo uma espécie de casamento intermitente, alimentando o ego de fantasias sonhadas com o seu cunhado, redimindo-se dessas fraquezas através da oração, no papel de mulher submissa ao homem seu dono e aos padrões religiosos repressivos que lhe eram impostos.

A BLIMUNDA, não, é forte, inteligente, sensual, verdadeira e sem subterfúgios, genes herdados de sua MÃE Sebastiana que, por ser uma mulher de alma forte e impoluta, foi banida para Angola.

BLIMUNDA vive liberta, não aceita regras que a escravizem enquanto SER (mulher). Pobre no TER e rica no SER, a ela e dado o direito ao AMOR, à LIBERDADE, à plenitude dos seus direitos. Vê o homem como um igual.

BLIMUNDA tem os poderes que todas as mulheres deveriam ter, os de exigir das sociedades de que fazem parte, o direito à igualdade de género.

BLIMUNDA está à frente no seu tempo e ensina-nos a ver o mundo sem máscaras nem hipocrisias e que é preciso sensibilidade e conhecimento para saber ver (os olhos não chegam para tudo ver).

Deixaria a todas as mulheres este recado: - “ É preciso vencer a cegueira vivendo intensamente. Não se submetam passivamente aos comportamentos sociais que vos são impostos. Exijam o lugar de direito que têm no MUNDO, na igualdade de género, nos direitos e deveres.

ARFER
  8 DE MARÇO - DIA INTERNACIONAL DE MULHER -      
                   A MÃE DA HUMANIDADE!
ARFER

quarta-feira, 1 de março de 2017

MAGGIE POD: Episódio 5. Efemérides.




EIS O 5º EPISÓDIO – E, JÁ LÁ VÃO

QUATRO.



É PECAMINOSO PERDERA SAGA DA



MEGGIE, UMA ACTRIZ A CAMINHO

DO  FUTURO.                                                                         

MARGARIDA, nome de FLOR  que embeleza qualquer jardim.
MARGARIDA ACTRIZ, que embeleza o PALCO e com ARTE dá o sabor
perfumado da PALAVRA. É TEATRO!


NÃO PERCAM UNZINHO SEQUER. JÁTÁ!
ARFER